segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Wind of Change



O tempo passa, a gente muda, muda fisicamente, muda de pensamentos, filosofias, planos, mudam as amizades, você conhece novas pessoas, esquece outras, e no entanto existem aquelas que estão sempre ali, com você, mesmo do outro lado do mundo.. Pessoas que você conhece há anos passam a fazer diferença do nada, outras você perde o contato... Tudo vai mudando...
Assim como as estações, principalmente no Brasil e nos países tropicais, embora existam as quatro estações, elas não são tão perceptíveis, elas chegam de mansinho e vão pegando o lugar do que era velho, tornando tudo novo, sem você ao menos perceber... É como você um dia se olhar no espelho e perceber que você está diferente, mas não viu isso acontecer...
O que eu sonhava há um ano atrás, hoje já não quero mais..
O lugar que moro, de onde eu queria sair o mais breve possível, eu aprendi a amar, e não sei se quero mais sair, embora saiba que é necessário... Engraçado, não?
Mudei tantas vezes mudei de ideia, de opinião. O que eu defendia ferrenhamente ontem, hoje sou totalmente contra.
E apesar de tudo mudar, existem tantas coisas que são as mesmas sempre. As músicas que eu escutava há meio ano eu já não suporto mais. Mas existem aquelas que ouço desde que nasci, desde quando meus pais colocavam o LP pra tocar na velha vitrola e hoje ainda escuto, no meu computador.

Mas pra mim, as mudanças mais intrigantes são sobre sentimentos e relacionamentos. É estranho você pensar que uma pessoa que há um ano atrás era tão importante na sua vida hoje já ficou no passado... E quanto às pessoas que você conhece em um dia e mudam sua vida, em menos de 24 horas, como explicar?

A mudança é inevitável e necessária. Imagine o mundo sem a evolução. Sua vida sem energia elétrica, sem internet. Imagine se não houvessem dispositivos para guardarmos cenas em fotos, se não pudéssemos levar música conosco em qualquer lugar que fôssemos, se as pessoas ainda morressem por causa de gripes ou apendicites. Imagine sua vida sem a 7ª arte! Imagine um Brasil ainda escravista.

Mudanças nem sempre vêm para o bem (que o diga os ambientalistas), mas não custa sermos otimistas. Quem sabe um dia o Brasil comece a investir na educação, na saúde e no bem-estar da população? Não custa sonhar, pois sabemos que as mudanças vêm, sorrateiramente, mas vêm. Pode não acontecer em um ano, ou quatro, mas elas virão. E com a minha esperança de que sejam para melhorar o país e o mundo. Elas vão chegar, e ninguém perceberá, um dia olharemos e diremos: Nossa!
Mudaram as estações, nada mudou, mas eu sei que alguma coisa aconteceu, está tudo assim tão diferente...

Renato Russo era um gênio.

4 comentários:

  1. "Muda! Porque quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo na mudança da mente"

    Belas palavras, Litinha!

    ResponderExcluir
  2. Ficou lindo Lita! Ta virando filosofaa! =)

    ResponderExcluir